A Psicologia por trás da Gamificação

7-Aug-2017

 

Há uma chance de 99,9% de você já ter jogado, visto alguém jogar ou ter sido atropelado por alguém jogando Pokémon Go. Esse jogo inaugurou uma nova era nos jogos portáteis, gerando mais de 210 milhões de dólares para a Nintendo e sendo baixado mais de 150 milhões de vezes.

 

O que é Gamificação?

O Pokémon Go amplificou o poder e a atração da gamificação, onde elementos de design de um jogo foram usados em um contexto tradicionalmente de “não-jogo”, combinando elementos virtuais e ambientes reais. Com isso, milhões de pessoas saíram de seus sofás e se sentiram motivadas a explorar os ambientes ao seu redor.

A Gamificação também tem sido utilizada em negócios, educação e outros segmentos como uma forma de engajar pessoas e construir marcas. O exército norte-americano usa gamificação para recrutamento. A Nike usa para promover competição, bem-estar e prática de esportes. Companhias aéreas têm usado gamificação para programas de fidelidade. E, no nosso caso, nosso aplicativo CrowdCompass usa gamificação para incentivar os participantes a aumentarem seu engajamento durante eventos.

 

Como funciona a gamificação?

A gamificação está ganhando espaço porque entrega resultados. Mas como? Qual é fórmula mágica que faz de um jogo um sucesso? Embora a resposta a essa pergunta varie em cada indústria, existem vários elementos comuns. Gabe Zichermann, co-autor de Gamification by Design e um expert no tema, diz que gamificação é “75% psicologia e 25% tecnologia”.

De acordo com o portal Business.com, ferramentas de gamificação bem-sucedidas funcionam melhor:

  • Motivando usuários a fazer algo oferecendo um prêmio ou algum tipo de reconhecimento

  • Convidando usuários a completar uma ação de forma muito amigável, o que pode significar fazê-lo de forma simples permitindo aumentar a “habilidade percebida do usuário” (isto é, fazer com que se sintam superinteligentes)

  • Oferecer um lembrete ou motivo aos usuários para que completem as tarefas requeridas

O design de jogos bem-sucedidos vai ao encontro de nossos instintos naturais de motivação, competição, recompensa e status. Além disso, jogadores adoram coisas que são grátis, especialmente prêmios. Eles adoram conectar-se pelas redes sociais, ganhar pontos e ver seus nomes no quadro de líderes com maior pontuação. Jovens profissionais criados em um ambiente rico em vídeo games buscam jogos de respostas rápidas, acessíveis em qualquer lugar (sim, aplicativos!), com um sistema que permita conquista de muitos pontos e entregue uma sensação de conquista.

Para negócios, existem infinitas possibilidades para aplicar tecnologia dos jogos e estratégias para apoiar a estratégia de marketing de produtos, aumentar a visibilidade das marcas e conquistar a fidelidade dos clientes. Zicherman comenta que “se você pode fazer algo mais divertido, e inclui técnicas de jogo, você pode conseguir que as pessoas executem ações que normalmente elas não executariam”.

 

Porque você deve usar gamificação em seu próximo evento?

Gamificação = engajamento. As maneiras como um jogo pode ser incorporado a um aplicativo móvel para eventos são praticamente ilimitadas.

Pergunte a si mesmo: qual é o principal objetivo desse jogo? Esse é o principal item no momento de criação. Pode ser que você queira criar uma forma dos participantes se conectarem e socializarem antes e durante o evento. Talvez você queira encontrar uma forma fácil e divertida para os participantes reterem o conteúdo que aprenderam. Ou ainda você queira maximizar a experiência dos jogadores e o conhecimento que eles possuem sobre o local ou a cidade onde o evento será realizado.

Seja qual for seu objetivo, “gamificar” o aplicativo para seus eventos pode ser mais um elemento-chave para aumentar o envolvimento do público, o que significa que você captura a atenção das pessoas enquanto aumenta os índices de engajamento.

 

Então, pronto para jogar?

 

Quer saber mais sobre gamificação em aplicativo para eventos? Fale com a gente!

 

Compartilhar Facebook
Compartilhar Twitter
Compartilhar Linkedin
Please reload

Arquivo
Please reload